18 Jul

por Demi Lammers

Olá amigos, meu tempo no lindo Rio de Janeiro está chegando ao fim. Parece que ontem eu estava em casa fazendo planos para minha estadia de 6 meses no Rio e meu estágio na Caminhos. Eu estava muito animada e nervosa ao mesmo tempo, fazendo pesquisas na internet para descobrir o que não poderia deixar de fazer no Rio. Vocês provavelmente estiveram no meu lugar, olhando na internet e imaginando-se visitando o Cristo Redentor e Escadaria Selarón.

Agora viver no Rio e aproveitar a vida como um carioca parece ser a coisa mais normal do mundo – desde sambar na Lapa e no meu apartamento (onde muitas festas aconteceram) até beber cocos gelados e caipirinhas na praia e comer feijão e coxinhas.

Eu adorei meu tempo na Caminhos e encontrei muitas pessoas engraçadas, agradáveis e inspiradoras do mundo inteiro. Estou feliz por ter tido a oportunidade de fazer o meu estágio aqui e quero agradecer a todos os que foram parte de tornar minha experiência tão incrível. Eu sentirei muita falta da equipe e da atmosfera em torno da escola, mas também estou muito animada para viajar e explorar o nordeste do Brasil.

Então nesta postagem vou lhes contar sobre minhas últimas impressões sobre o Rio.

Os Cariocas

intership in rio de janeiroVamos começar com esses cariocas doidos. Porque, no final, são eles quem te dão a verdadeira experiência no Rio. Eu trabalhei com muitos cariocas e o que gosto sobre eles é como são hospitaleiros. Quando você vem sozinho para o Brasil sendo estrangeiro, nem sempre é tão fácil. E quando você tem pessoas que te fazem se sentir em casa, é muito melhor. Eu me espelho nos cariocas porque eles estão sempre felizes, sorridentes e curtindo a vida. Eles são positivos e não se concentram tanto nas coisas negativas da vida. A maioria deles também se orgulha de seu país e gosta de mostrar aos gringos como eu os hábitos brasileiros e os lugares maravilhosos.

Eu morei com alguns brasileiros e o que descobri com eles é que gostam de dividir as coisas – dividir alimentos e compartilhar roupas! Eu peguei muitas roupas bonitas emprestadas da minha amiga doidinha Gaby e ela pegou algumas coisas de mim. Nós nos tornamos uma família.

Outra coisa legal sobre os cariocas é que eles são muito sociáveis. Muitas vezes eu estava andando para casa do trabalho pelas ruas de Copacabana e pessoas aleatórias começavam uma conversa comigo. Perguntas como “Ei, de onde você é?” ou “Você tem namorado?” são muito normais aqui no Rio.

Corrupção no Brasil

Eu não sei se você vê isso imediatamente quando chega aqui, mas se ficar aqui por mais tempo, definitivamente vai ver ou ouvir sobre isso. A corrupção é um grande problema no Brasil e também no Rio. Ainda me surpreende como pode ser possível que haja uma grande diferença entre pobres e ricos.

Além disso, quando fiz um faveta tour no Morro Dona Marta, o guia nos disse que lá não há tiroteios há 8 anos porque os traficantes de drogas pagam a polícia todos os meses e, dessa forma, não há nenhum problema. Isso é muito louco – a polícia entrando em uma favela (uma área desfavorecida) para pegar dinheiro de lá.

Moradores de rua no Rio de Janeiro

Há muitas pessoas sem-teto no Rio, bem como pessoas que vivem nas favelas. Para alguém que não saiu da Europa antes, isso é chocante e serve para abrir os olhos, especialmente quando você vê crianças pequenas que vivem na rua ou em bairros desfavorecidos. Isto me deixa triste.

Morando nas favelas

Na Caminhos, as crianças do Mais Caminhos estão sempre ao redor. Essas crianças são provenientes das favelas. Eles são tão fofas, doces e felizes que, às vezes, você esquece da situação ruim de que elas vieram. Na semana passada, houve tiroteios na favela onde uma das garotas do Mais Caminhos mora. Ela me contou sobre isso e perguntou se poderia ir para minha casa comigo. Partiu meu coração, eu realmente queria levá-la. Mas ela teve que esperar por sua mãe e isso é compreensível.

Outro dia, algumas crianças do Mais Caminhos me perguntaram se eu poderia levá-las ao Mc Donald’s. Eu achei isso engraçado e isso me lembrou de quando eu era pequena. Também me mostrou que crianças são iguais em todos os lugares, não importa onde cresçam. Ver tudo isso e brincar com as crianças do Mais Caminhos me fez perceber o quão privilegiada eu fui por crescer na Holanda. Esta foi uma das grandes lições que aprendi aqui – apreciar mais o que você tem.

Lições aprendidas

Estas foram as impressões e lições mais importantes que aprendi durante o meu tempo no Rio. Espero que todos vocês se divirtam tanto quanto eu e aproveitem seu tempo ao máximo, porque antes que você perceba, acabou!

Beijos
Demi, estagiária da Caminhos Language Centre

Português para estrangeiros no Rio de Janeiro. Estude língua portuguesa na Caminhos Language Centre enquanto apoia uma ótima causa. Oferecemos aulas de português em 9 níveis diferentes. Aprenda português na Caminhos e aproveite atividades gratuitas todos os dias.



Leave a Comment