28 Jul

Samba é um gênero de dança e música brasileira que teve origem nas comunidades afro-brasileiras da Bahia. No entanto, ele cresceu e se desenvolveu no Rio de Janeiro durante o século XIX. O samba no Brasil é um dos principais elementos da cultura brasileira. Faz parte do dia-a-dia de seu povo e é reconhecida pela UNESCO como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

História do Samba no Brasil

O samba tem suas origens com os escravos africanos no Brasil. Eles começaram a misturar suas batidas com ritmos europeus, como a polca e a valsa. Os escravos tocavam seus instrumentos, cantavam e dançavam em círculo, criando, assim, o Samba de Roda. No entanto, naquela época, esses tipos de batidas estavam muito mais intimamente ligados a celebrações e rituais religiosos do que o entretenimento em si.

samba no brasil

Historiadores dizem que o samba teve origem na Bahia, mas se fortaleceu no Rio de Janeiro no século XIX, depois que a cidade se tornou a capital do Império português. Porém, assim como a capoeira, as religiões afro-brasileiras e qualquer outro tipo de expressão africana, o samba não era visto com bons olhos. Por conta disso, músicos e amantes do samba passaram a se esconder em casas das comunidades para festejar sua música. Foi aí que o gênero musical começou a se desenvolver no entorno do Centro do Rio, principalmente nos terreiros de Candomblé.

Nomes importantes do samba no Brasil como Pixinguinha, Heitor dos Prazeres e Donga se envolveram nesses eventos naquela época. Jornalistas e escritores famosos também passaram a frequentar essas festas, como Francisco Guimarães, Manuel Bandeira e Mário de Andrade.

No final do século XIX, o samba começou a crescer entre as favelas do Rio e a população em geral, consolidando-se como gênero musical.

A partir da década de 1930, o samba encontra espaço junto à indústria fonográfica e ao rádio. Naquela época, as pessoas também começaram a relacionar o samba com o carnaval e as festas de salão. Foi então que o samba se tornou um dos principais elementos da cultura brasileira.

Tipos de Samba no Brasil

Samba-Canção

Com um ritmo mais lento e letras românticas, muitas vezes canta sobre solidão, amor e relacionamentos.

Samba de Breque

Este estilo usa paradas repentinas em suas canções, em que o cantor adiciona comentários pessoais, geralmente com um tom crítico ou humorístico.

Samba de Gafieira

Um tipo de dança de salão. Influenciado pelo maxixe, os dançarinos exploram o ritmo e a sensualidade.

Samba de Partido Alto

Este subgênero canta sobre a realidade das favelas e da população carente do Brasil.

Samba de Roda

É um dos tipos de samba mais tradicionais do Brasil. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) considera o Samba de Roda como Patrimônio Imaterial da Cultura Brasileira.

Cantar, bater palmas e tocar instrumentos musicais em uma roda é uma característica marcante deste estilo. Além disso, muita dança também acontece em torno dos músicos.

Samba-Enredo

O samba-enredo tem suas origens nos anos 50 e está fortemente ligado ao carnaval. Escolas de samba utilizam esse subgênero para contar a história do tema escolhido como enredo de seu desfile.

Samba Exaltação

Patriotismo é o tema principal deste subgênero. As músicas são geralmente acompanhadas por uma orquestra e suas letras exaltam as belezas do Brasil.

Sambalanço

Um tipo de samba muito animado e dançante originado nos anos 50, influenciado pelo jazz e ritmos caribenhos.

Pagode

Nascido no Rio de Janeiro nos anos 70, o pagode usa ritmos repetitivos, instrumentos de percussão e batidas eletrônicas. Rapidamente se espalhou pelo Brasil, graças às letras animadas e românticas.

Instrumentos Usados no Samba

  • samba en brasilcavaquinho 
  • cuíca
  • pandeiro 
  • reco-reco 
  • surdo 
  • tamborim
  • tan-tan 
  • violão 

 

Na Caminhos você aprende português de uma maneira eficaz, dinâmica e divertida. Nós oferecemos um currículo diferenciado e imersão cultural no Rio de Janeiro. Aulas de português para estrangeiros em grupos pequenos facilitam a interação entre professores e alunos.



Leave a Comment